Sábio Viajante - BEM VINDO!

Translate to Bulgarian Translate to Simplified Chinese Translate to Traditional Chinese Translate to Croatian Translate to Czech Translate to Danish TTranslate to Dutch Translate to English Translate to Finnish Translate to French Translate to German Translate to Greek Translate to Hindi Translate to Italian Translate to Japanese Translate to Korean Translate to Norwegian Translate to Polish Translate to Portuguese Translate to Romanian Translate to Russian Translate to Spanish Translate to Swedish

Somos

Minha foto
Universo, Brazil
Mulheres que dançam, tecem e trançam suas vidas, vidas de quem amam... Somos Mulheres que acreditam no Ser Humano, no Amor, na Justiça Divina e dos homens, na Igualdade, no Respeito sem demagogia. Ao darmos as mãos, unimos muito mais do que sonhos, desejos e energias em um Círculo Universal... UNIDAS SOMOS UM CORAÇÃO BATENDO FORTE COMO UM TAMBOR...

segunda-feira, novembro 08, 2010

Tecendo Destinos

Moiras

Imagem: Internet
O dom de tecer e fiar sempre inspirou os mais diversos mitos, as mais ricas narrativas. Há muito tempo atrás, os celtas e outros seguidores do culto da Grande Mãe ou da Grande Deusa, já atribuíam a ela o poder de determinar o destino dos mortais, tecendo os fios de suas existências, e de dispor de elementos naturais como as trevas e a luz.
Na mitologia criada pelos gregos, Nix, deusa da Noite, uma das divindades primordiais, gera entre outras criaturas as tecelãs do destino: Cloto, Láquesis e Átropos, damas sombrias representadas na literatura, especialmente na poesia clássica, como mulheres de aparência funesta, desempenhando o terrível compromisso de elaborar, tecer e interromper o fio da vida de todos os seres; e nas artes plásticas retratadas como belas donzelas. Estas irmãs detinham um poder incontestável, ditando o destino tanto dos deuses quanto dos mortais, não sendo questionadas nem mesmo por Zeus, pois qualquer interferência de sua parte influenciaria na ordem natural do Universo.

Consideradas as ‘Fiandeiras do Destino’, elas tecem o futuro do Homem e dos deuses em um tear especial, a Roda da Fortuna. Ao enrolar os fios da existência dos seres vivos neste instrumento, cada pessoa se encontrará na posição mais almejada, o alto da roda, ou em baixo, na esfera menos desejada, simbolizando os momentos de fortuna ou de má sorte. Nos momentos de necessidade, elas criaram Têmis, deusa responsável pela justiça; Nêmesis, encarregada da ética; e as Eríneas, que detinham o poder de punir os homens; elas cresceram assim como irmãs, educadas pelo Destino.
A Moira era compreendida inicialmente como uma unidade, sendo descrita na Ilíada como uma norma localizada acima de tudo e de todos. Na Odisséia ela já representa as fiandeiras, perdendo seu papel singular e conquistando um valor tríplice. As três irmãs, assim, assumem tarefas distintas. Clotho é a que tece, significando em grego ‘fiar’; ela detém o fuso, manipula-o e estimula o fio da vida a iniciar sua trajetória.
Lachesis avalia os compromissos, as provas e as dores que caberão a cada ser, distribuindo assim entre os homens seus respectivos destinos; ela também sorteava quem partiria para o reino da Morte, denotando no idioma grego ‘sortear’; e Átropos, que tem sob sua égide o poder de romper o fio da vida com sua tesoura encantada; na Grécia seu nome tinha o sentido de ‘não voltar’. As Moiras estão ligadas às etapas essenciais da existência – o início e o final da vida; nascimento e morte; e o casamento.
 Aos poucos o símbolo da Moira foi novamente ganhando um aspecto singular, simbolizando os mistérios do Destino, e muitas vezes ligada à imagem da Fortuna. Hoje ela conserva seu papel de protetora dos partos, e entre alguns é vista ainda em sua essência tríplice, como três velhinhas irlandesas.

Fontes
http://www.rosanevolpatto.trd.br/deusasmoiras.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Er%C3%ADnias
http://pt.wikipedia.org/wiki/Moiras

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"As Estrelas são Suas, se Você tiver a Mente, as Mãos e o Coração para Elas" Ray Bradbury

BEM VINDOS!!!!

Comadres...

Uma definição que muito me alegra para comadre é o fato de ela se tornar mais que uma amiga, quase uma irmã. Um laço sanguíneo escolhido não ao acaso, mas na convivência. Passamos dessa forma a vivenciar momentos de descobertas, adaptações e transformações. Nesse despertar Crescemos nos apoiando mutuamente...

Abraço Carinhoso das Comadres Faceiras!!!

O presente é tão grande, não nos afastemos. Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas. Não serei o cantor de uma mulher, de uma história. Não direi suspiros ao anoitecer, a paisagem vista na janela. Não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida. Não fugirei para ilhas nem serei raptado por serafins. O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes, a vida presente. (Drumond)

Las Comadres Agradecem...

Volte Logo!!!

Mãe TERRA

Loading...

Créditos e Autoria

Os textos aqui postados são pesquisados em livros e na internet. Alguns podemos desconheçer a sua autoria, muito embora buscamos incessantemente descobrir. Nossa intenção em postá-los nesse espaço é de espalhar o conhecimento e bons exemplos...
Acreditamos que essa é a vontade de nossos ancestrais. Afinal, de que adiante um livro guardado em nossa estante?

É envolta nessa aura de desejo em repassar, distribuir, informar, compartilhar e acarinhar os corações, que deixamos além desse desejo, também, nossa eterna gratidão à esses seres Maravilhosos, que nos legaram com pérolas a serem distribuidas...

Que todos sejam triplamente abençoados!!!

NAMASTÊ!